Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

O tratamento varia segundo a causa da hemorragia vaginal. Às vozes a situação resolve-se com a adopção de oportunas medidas terapêuticas, como quando ocorre com a ameaça de abortamento, cujo desenlace pode evitar-se
com frequência. Noutros casos, a continuação da gestação é inviável, como quando ocorre com a gravidez ectópica e a mola hidatiforme, e em tais ocasiões é preciso proceder à actuação mais conveniente com o fim de evitar riscos para a mulher. E no que diz respeito às hemorragias do terceiro trimestre, provocadas por uma placenta prévia ou por um desprendimento prematuro da placenta, em cada ocasião decide-se a conduta mais apropriada com o objectivo de diminuir os riscos para a mulher e para o feto, com a programação de um
adiantamento do nascimento quando se considerar oportuno.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Tratamento ~