Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

Quando uma mulher suspeita de que apresenta um quadro de placenta prévia sem que ainda lenha tido nenhuma hemorragia vaginal, é conveniente que a grávida se apresente de imediato no centro de saúde para avaliar a situação. Quando houver hemorragias, o procedimento terapêutico dependerá da intensidade do sangramento, do estado da mãe e também do tempo de gestação. Se as hemorragias são limitadas e ainda falta bastante tempo para o nascimento, é costume adoptar-se uma atitude expectante, recomendando à mulher que se mantenha em repouso e faça controlos periódicos para avaliar o estado do feto, esperando que esteja maduro para nascer.

Se as hemorragias são significativas ou a gravidez está já muito avançada, antecipa-se o nascimento, por vezes com uma actuação urgente se os sangramentos forem abundantes. Pratica-se sempre uma cesariana, já que a placenta prévia obstrui a passagem do feto pelo canal do parto e um nascimento por via vaginal constituiria um grande risco.

A placenta prévia pode diagnosticar-se com facilidade mediante a ecografia, dado que o exame permite observar com precisão a localização da placenta e advertir se esta é anormal.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Tratamento ~