Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

Quando se diagnostica uma gravidez ectópica, so se deve ter uma actuação: interromper a gravidez o mais rápido possível e evacuar as estruturas de gestação antes de ocorrerem complicações que ponham em perigo a vida da mulher. O procedimento usado varia em cada caso particular, de acordo com a localização da gravidez ectópica e o tempo de gestação. Nalguns casos, quando a gravidez está ainda no inicio, pode alcançar-se o interior da trompa que alberga a gestação mediante uma punção, guiada mediante uma ecografia, para poder evacuar o seu conteúdo. Noutros casos, pode ser praticada uma incisão na trompa e aspirar o seu conteúdo no decurso de uma laparoscopia, embora em certas ocasiões, segundo os danos sofridos pela trompa, possa ser necessário remove-la na totalidade. Finalmente, quando a localização da gravidez não permite recorrer aos referidos procedimentos ou então quando ocorre uma hemorragia interna importante, costuma proceder-se a uma intervenção cirúrgica, às vezes de urgência, através de uma incisão abdominal.

Quando se diagnostica uma gravidez ectópica, deve interromper-se a gestação o mais cedo possível, às vezes, inclusive, mediante uma intervenção cirúrgica praticada com carácter de urgência para prevenir complicações que ponham em perigo a vida da mãe.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Tratamento ~