Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

A placenta prévia classifica-se em três graus, em função da relação existente entre a placenta e o orifício que faz a comunicação do útero com o exterior. O grau mais leve corresponde à placenta prévia marginal, quando a margem inferior da placenta está muito próxima do orifício interno do útero, tocando a sua margem, mas sem cobri-lo.

O grau intermédio refere-se a placenta prévia parcial, quando a margem inferior da placenta ultrapassa a margem do orifício interno do útero e o cobre parcialmente. O grau mais grave corresponde à placenta previa total, quando a placenta cobre o orifício interno do útero na sua totalidade. Todos os tipos de placenta prévia implicam uma certa perigosidade, já que propiciam a aparição de hemorragias vaginais durante o terceiro trimestre da gravidez, mas o seu principal risco está determinado pelo impedimento que supõe para o parto por via vaginal.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Tipos ~