Guia da Gravidez
Técnicas do primeiro trimestre
PUBLICIDADE

No início da gravidez pode recorrer-se à administração de medicamentos que bloqueiam a acção da progesterona, hormona indispensável para a continuação da gestação, o que costuma ser complementado com a administração de prostaglandinas, hormonas que estimulam as contracções do útero e propiciam a lotai expulsão do seu
conteúdo. No entanto, habitualmente, a técnica escolhida para a interrupção da gravidez no primeiro trimestre corresponde ao método de aspiração; introduz-se no útero uma cânula ligada a uma bomba de vácuo e procede-se à sucção do conteúdo uterino, aspirando o saco gestacional e seus anexos. Nas primeiras semanas de gestação podem utilizar-se cânulas finas que se introduzem através do canal cervical sem necessidade de preparação prévia, mas a partir da sexta semana usa-se cânulas mais grossas cuja introdução requer uma prévia dilatação do canal uterino mediante dispositivos especiais.

O procedimento pratica-se de forma ambulatória e não requer anestesia, embora às vezes sejam administrados sedativos e antiespasmódicos. Outra técnica do primeiro trimestre é a curetagom ou raspagem uterina, às vezes como complemento da aspiração. O método consiste em introduzir, após prévia dilatação do canal cervical, um raspador ou colher metálica na cavidade uterina, mediante a qual se procede a uma raspagem da superfície interna do útero.

A técnica escolhida para a interrupção da gravidez durante o primeiro trimestre de gestação corresponde ao método de aspiração, procedimento de realização simples que costuma ser praticado em regime ambulatório.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Técnicas do primeiro trimestre ~