Guia da Gravidez
O Caminho dos Espermatezóides
PUBLICIDADE

Após a ejaculação, estai células reprodutoras masculinas começam a desloca r-se em todas as direcções em busca de um óvulo para fecundar. Percorrem cerca de quinze centímetros na zona do aparelho genital feminino onde o podem encontrar, uma distância enorme se se tiver em conta as reduzidas dimensões destas células, e são muitos os obstáculos que têm que superar para atingi-lo.

Muitos espermatozóides morrem pouco depois da ejaculação, porque a acidez das secreções vaginais constitui um meio hostil que impede a sua sobrevivência. Apenas alguns milhares conseguem atravessar o canal cervical e introduzir-se no útero, por onde avançam a uma velocidade de dois a três milímetros por minuto. Poderiam alcançai o seu objectivo em pouco mais de uma hora, mas muitos movem-sc por caminhos errados: apenas cerca de cem avançam na direcção certa, atravessam todo o útero e entram nas trompas de Falópio.

Uma grande pane vai escolher a trompa errada, porque o óvulo só se vai encontrar numa das duas trompas. Inclusive os que acertaram na direcção não devem conseguir, contudo, prosseguir o seu caminho no interior do oviducto, a contra-corrente e alguns, esgotados, acabam por sucumbir ao fim de pouco tempo. Apenas umas dezenas chegam ao ponto-chave, o terço externo da trompa de Falópio, na qual foi depositado um óvulo.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ O Caminho dos Espermatezóides ~