Guia da Gravidez
Mecanismos de sensibilização
PUBLICIDADE

Se o filho gerado pela mulher Rh- for do tipo Rh+, no momento do parto devido a pequenos rasgos da placenta, alguns glóbulos vermelhos do feto podem passar para o organismo materno e originar uma sensibilização imunitária; o sistema imunológico da mãe detecta-os e começa a produzir anticorpos contra o antigénio D, ou seja, anticorpos anti-Rh. Nesse caso, se a mulher gerar outro filho Rh+, os anti-Rh presentes no seu sangue atravessam sem qualquer dificuldade a placenta, acedem ao sangue do feto e atacam os seus glóbulos vermelhos, destruindo-os. A sensibilização de uma mulher Rh- também pode acontecer se receber uma transfusão de sangue Rh+, uma eventualidade pouco frequente na actualidade, embora tudo seja possível. Também poderá provocar um aborto ou uma gravidez ectópica em que o fruto da concepção for Rh+, pelo que estas circunstâncias exigem adoptar as mesmas precauções que uma gravidez normal.

Quando uma mulher Rh- tem um filho Rh+ ou recebe uma transfusão de sangue deste tipo, o seu organismo sensibiliza-se e produz anticorpos anti-Rh: se numa futura gravidez gerar outro filho Rh+, os anticorpos atacarão os glóbulos vermelhos fetais e destruí-los-ão.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Mecanismos de sensibilização ~