Guia da Gravidez
Mecanismos de produção e tipos
PUBLICIDADE

A gravidez múltipla pode produzir-se devido a dois mecanismos completamente diferentes. Em 75 por cento das ocasiões acontece que, no momento da ovulação, se libertam dois ou mais óvulos que são fecundados por diferentes espermatozóides., formando-se dois ou mais zigotos que, depois de se implantarem no útero, se transformarão em embriões. Neste caso, fala-se de gravidez múltipla biovular, dizigótica ou bivilelina: o resultado é o desenvolvimento de pelo menos dois fetos diferentes, cada um dos quais conta com a sua própria placenta e está contido num saco amniótico diferente. São gémeos fraternos, uma vez que, como procedem de óvulos e espermatozóides diferentes, não compartem a mesma dotação genética e a sua semelhança será igual à que têm entre si dois irmãos nascidos de diferentes gravidezes, podendo ser, inclusive, de sexo diferente. Nos restantes casos, o mecanismo de produção é outro: depois da união de um só óvulo e um único espermatozóide forma-.se um zigoto que começa a dividir-se e, pouco depois, fragmenta-se num embrião independente.
Neste caso fala-se de gravidez múltipla uniovular, monozigótica ou univitelina: o resultado é o desenvolvimento de dois gémeos idênticos que partilham uma única placenta e estão contidos num só saco amniótico; os dois têm a mesma dotação genética, são do mesmo sexo e possuem uma notória semelhança física.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Mecanismos de produção e tipos ~