Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

Também a gravidez numa idade madura, quando se ultrapassa o limite aconselhado dos 35 anos, comporta maiores riscos, tanto no desenvolvimento de complicações gestacionais quanto alterações cromossómicas ou malformações congénitas para a criança. Contudo, nas sociedades modernas são cada vez mais as mulheres que decidem atrasar a maternidade até à maturidade, concentrando-se durante a juventude na sua realização pessoal ou profissional e na espera de alcançar uma maior estabilidade económica.

A verdade é que, actualmente, muitas mulheres maduras possuem condições físicas compatíveis com o esforço que a gravidez implica, mas ainda assim impõe-se nestes casos um vigilância mais rigorosa da gestação, considerada de alto
risco.

Idade materna e síndrome de down
A incidência da alteração cromossómica denominada de trissomia
21 ou síndrome de Down, mais conhecida por “mongolismo”, está
intimamente ligada à idade materna, com um aumento
significativo a partir dos 35 anos. Nada se pode fazer para prevenir
esta alteração, uma das principais preocupações perante a gravidez
numa mulher madura, se bem que, actualmente, existam métodos
de diagnóstico pré-natal de realização simples que permitem
determinar precocemente se o embrião está afectado e, nesse
caso, estudar a hipótese de recorrer a um aborto terapêutico.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Mães Maduras ~