Guia da Gravidez

Gravidez extra-uterina ou ectópica


Fala-se de gravidez ectópica ou extra-uterina quando o óvulo fecundado não nidifica na mucosa do corpo do útero, como é o normal, mas antes se implanta noutra parte do
aparelho genital feminino ou inclusivamente fora do mesmo, numa localização onde o desenvolvimento da
gestação se torna inviável e não pode chegar ao fim. Trata-
se de um problema frequente, uma vez que ocorre em uma de cada duzentas gestações, e exige um diagnóstico precoce bem como um tratamento imediato, porque de contrário pode pôr em perigo a vida da mulher.

Quando se diagnostica uma gravidez ectópica, so se deve ter uma actuação: interromper a gravidez o mais rápido possível e evacuar as estruturas de gestação antes de ocorrerem complicações que ponham em perigo a vida da mulher. O ...

Às vezes o diagnóstico é simples, porque os sintomas são típicos e a exploração física e a ecografia revelam logo uma gravidez ectópica. Outras vezes não é tão simples, sobretudo se a ecografia não revela a localização da ...

Os sintomas iniciais de uma gravidez ectópica são semelhantes aos de uma gravidez normal, mas ao fim de pouco tempo, normalmente ao fim de alguns dias, a mulher começa a notar umas dores no ventre, no início de intensidade moderada e muitas ...

Se a célula-ovo nidifica numa localização anormal, como é a trompa de Falópio, a gravidez de forma alguma pode chegar ao fim: a trompa não é capaz de albergar o embrião como o faz o útero e só pode distender-se poucos centímetros. ...

Em condições normais, o encontro entre o óvulo e o espermatozóide produz-se no terço externo da trompa de Falópio e, depois da fecundação, a célula-ovo avança pela trompa até chegar ao útero, implantando-se na mucosa que recobre a ...

~ Gravidez extra-uterina ou ectópica ~