Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

Se a célula-ovo nidifica numa localização anormal, como é a trompa de Falópio, a gravidez de forma alguma pode chegar ao fim: a trompa não é capaz de albergar o embrião como o faz o útero e só pode distender-se poucos centímetros. Portanto, o embrião não tem possibilidades de se desenvolver e costuma morrer antes do terceiro mês de gestação. Raras vezes, ao parar o processo, as estruturas de gestação reabsorvem-se de forma espontânea e a gravidez acaba sem qualquer problema. Outras vezes, o que acontece é que as estruturas da
gestação soltam-se da parede uterina, mas o mais vulgar, assim como o mais perigoso, é que a gravidez continue até que a trompa de Falópio não o consiga conter mais e rompa. Uma situação muito grave, porque é
acompanhada de hemorragias internas que põem em perigo a vida da mãe: por importante diagnosticar o problema o mais cedo imediatamente para evitar essa complicação.

O diagnóstico de uma gravidez ectópica pode exigir a prática de uma laparoscopia.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Evolução ~