Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

Num em cada dez casos, a mola sofre uma degeneração e transforma-se num tumor maligno denominado coriocarcinoma, que as vezes surge a partir de restos de tecido molar retido no útero após alguns meses de ter sido expulsa ou evacuada a mola. Este tumor maligno, além de provocar graves hemorragias, como
qualquer cancro propaga-se e origina focos secundários em todo o organismo. Se não for detectado e tratado oportunamente, a sua evolução é fatal.

As manifestações iniciais da mola hidatiforme são as mesmas de uma gravidez mas mais acentuadas, especialmente as náuseas e os vómitos, assim como o mal-estar e o cansaço, que impedem uma uma vida normal.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Coriocarcinoma ~