PUBLICIDADE

Costuma dizer-se que uma mulher grávida deve comer “por dois”, isto é, por ela e pelo bebé que está a gerar. Mas trata-se de uma ideia errada, porque sugere que uma futura mãe deveria comer o dobro do habitual, circunstância que se traduziria num inevitável e prejudicial excesso de peso. O certo é que deve comer “para dois”: o necessário para suprir as necessidades nutritivas dela e do bebé; mas isso não significa o dobro
da quantidade.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Comer para dois ~