Guia da Gravidez
Causas da mola hidatiforme
PUBLICIDADE

As causas da mola hidatiforme não são conhecidas, embora se pense que exista uma predisposição genética para a sua formação e que na sua origem poderiam estar envolvidos factores ambientais, talvez infecciosos ou dietéticos, que explicariam a sua desigual distribuição geográfica. O transtorno deve-se a um desenvolvimento anómalo do trofoblasto, o tecido que, após a implantação do embrião na mucosa uterina, origina a placenta. Neste caso, o trofoblasto forma um aglomerado de vesículas cheias de líquido viscoso que, ao fim de um curto período de tempo, impede o desenvolvimento do embrião, que se reabsorve mesmo que a mola hidatiforme possa continuar a crescer e a ocupar todo o interior do útero e inclusive penetrar nas suas paredes.

Aspecto macroscópico do tecido anormal que constitui a mola hidatiforme.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Causas da mola hidatiforme ~