Guia da Gravidez
PUBLICIDADE

No início de todas as gestações analisa-se a eventual factores de risco e determina-se o seu grau de gravidez qualquer gravidez supõe um certo risco, pelo que se deduz que este é baixo ou mínimo quando não é identificado qualquer factor específico: são suficientes os controlos correspondentes ao acompanhamento habitual, que já contempla a possibilidade de que surjam complicações.

Pelo contrário, considera-se gestações de risco médio aquelas em que se detecta factores que predispõem o
aparecimento de problemas e são muito frequentes, mas cuja relação com o desenvolvimento de complicações na gestação é relativamente incerta; nestes casos, avalia-se ao longo da gestação a conveniência de efectuar um controlo mais apertado.

Por último, são gestações de alto risco aquelas em que se detectam factores que têm uma relação com o possível aparecimento de complicações na gestação, em cujo caso se impõe um controlo mais estreito e se aconselha que a mulher seja atendida num departamento específico de alto risco obstétrico. E considera-se gestações de risco muito alto aquelas que apresentam factores claramente relacionados com complicações, em cujo caso a mulher deve seguir o controlo num departamento especializado e em determinadas ocasiões requerem o internamento num centro médico.

Os testes efectuados no inicio de qualquer gravidez permitem avaliar a existência de factores de risco
gravidade. e a sua gravidade.

Ainda sem comentários!

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.
Campos obrigatório estão identificados *
~ Avaliação do risco ~